TERRA MÃE DE BAÍA FORMOSA

sexta-feira, 23 de abril de 2010

BAÍA FORMOSA - FONTE IDEMA


Foi a construção de um movimentado porto de embarcações que deu origem a um núcleo organizado de pescadores, localizado na única baía do Rio Grande do Norte. Em meados do século XVIII, logo após o corte do pau-brasil, essa localidade já servia como área de veraneio para a família Albuquerque Maranhão e fazendeiros das redondezas. Em 1877, aconteceu a matança de agosto, comandada pelo latifundiário poderoso, dono do Engenho Estrela, João Albuquerque Maranhão. Dizendo-se dono da área foi ao vilarejo e, juntamente com um grupo armado, tentou expulsar os moradores do vilarejo. Foi aí que surgiu a figura corajosa de Francisco Magalhães com mais quatorze homens armados e resistiram aos agressores. Travou-se uma luta terrível onde seis pessoas morreram e no final o comandante da chacina foi preso, levado a julgamento e absolvido. A vocação histórica da resistência permaneceu naquela comunidade construída a partir do trabalho árduo. Em novembro de 1892, o núcleo de pescadores tornou-se vila do município de Canguaretama e nessa época foi construída a capela de Nossa Senhora da Conceição. O povoado foi crescendo, juntamente com seus principais recursos econômicos, as lavouras de cereais e a pesca de albacoras (peixe do mar abundante nas proximidades e capturado através da famosa técnica do corso). Em 31 de dezembro de 1958, através da Lei n° 2.338, tornou-se município desmembrando-se de Canguaretama e recebeu o nome de Baía Formosa, por encontrar-se localizada na bela enseada que forma a única baía do Estado. Atualmente, o município continua seguindo sua vocação histórica na atividade econômica com maior destaque na produção agrícola e na pesca.

2. Identificação

Nome do Município: Baía Formosa
Lei de Criação: nº 2.338 Data: 31/12/1958
Desmembrado de: Canguaretama
Microrregião do IBGE: Litoral Sul
Zona Homogênea do Planejamento: Litoral Oriental
Índice de Desenvolvimento Humano: 0,643
Esperança de Vida ao Nascer: 66,774

3. Caracterização Física

--> Localização, Área, Altitude da Sede, Distância em relação à Capital e Limites.

Coordenadas Geográficas: latitude: 6º 22’ 10” Sul
longitude: 35º 00’ 28” Oeste
Área: 245,51 km², equivalente a 0,47% da superfície estadual
Altitude da Sede: 4 metros
Distância em Relação à Capital: 90 km
Limites: Norte – Oceano Atlântico e Canguaretama
Sul – Estado da Paraíba
Leste – Oceano Atlântico
Oeste – Canguaretama

--> Clima

Tipo: clima tropical chuvoso com verão seco e estação chuvosa adiantando-se para o outono.

Precipitação Pluviométrica Anual: normal: -
observada: 2.116,5 mm
desvio: -
Período Chuvoso: janeiro a agosto

Temperaturas Médias Anuais: máxima: 30,0 °C
média: 25,.6 °C
mínima: 21,0 °C

Umidade Relativa Média Anual: 79%

Horas de Insolação: 2.700

--> Relevo

Menos de 100 metros de altitude.
Tabuleiros Costeiros - relevos planos de baixa altitude, também denominados planaltos rebaixados, formados basicamente por argilas (barro), localizam-se próximo ao litoral, às vezes chegando ao litoral.
Planície Costeira - formadas por praias que têm como limites, de um lado, o mar, e, de outro, os Tabuleiros Costeiros, estende-se por todo o litoral.Esses terrenos planos são alterados em suas formas pela presença de dunas.

--> Solos

Solos predominantes e características principais:

Solos Litólicos Eutróficos - fertilidade natural alta, textura média, fase pedregosa e rochosa, relevo suave ondulado e forte ondulado, rasos,muito erodidos, bem a acentuadamente drenados.

Bruno não Cálcico - fertilidade natural média a alta, textura arenosa / argilosa e média / argilosa, fase pedregosa, relevo suave ondulado, bem drenado, relativamente raso e muito susceptível a erosão.

Uso: praticamente não são cultivados. A vegetação natural é aproveitada com pecuária extensiva de maneira extremamente precária. Pequenas áreas são cultivadas com milho e feijão. Destacando-se na criação de galináceos e no cultivo de tomate e algodão arbóreo.

Apresentam limitações muito fortes no uso agrícola para falta d’água, erosão e pelos impedimentos ao uso de máquinas agrícolas, em decorrência do relevo, pedregosidade e rochosidade e pela pequena profundidade.

Aptidão Agrícola: aptidão regular e restrita para pastagem natural. Nas áreas correspondentes a Bruno não Cálcico, terras aptas para culturas especiais de ciclo longo (algodão arbóreo, sisal, caju e coco). Na parte Centro / Norte terras indicadas para preservação da fauna e flora ou para recreação.

Sistema de Manejo: médio e baixo nível tecnológico. As práticas agrícolas estão condicionadas ao trabalho braçal e a tração animal, com implementos agrícolas simples.

Observação: Todos os dados acima, foram doados pelo IDEMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BAÍA FORMOSA-RN

BAÍA FORMOSA-RN
O município de Baía Formosa, no Estado do Rio Grande do Norte, localizado na mesorregião Leste Potiguar, sendo o último território praiano, lado SUL (NORTE é Tibau) fazendo divisa com o Estado da Paraíba. É uma vila de pescadores totalmente tranqüila, simples e aconchegante, que respira um ar inexplorado, com sua diversidade e aspecto selvagem da natureza. O visual da baía dourada e prateada, e suas águas que formam um belíssimo cartão postal, deram origem ao nome do local. Realmente trata-se de um cenário paradisíaco A região é repleta de praias desertas, rios encontrando com o mar, dunas, exuberantes lagoas de água doce e os atrativos da maior reserva de Mata Atlântica do Rio Grande do Norte, a Mata Estrela, totalmente intocada. Bonita e entrecortada por aspectos selvagens da natureza, a cidade ainda respira um ar totalmente inexplorado. Situada no litoral sul do Rio Grande do Norte, Baía Formosa fica a 94 km de Natal, a 110 quilômetros de João Pessoa (PB) e 220 quilômetros de Recife (PE) pela estrada BR-101. A cidade localiza-se às margens de uma baía onde aparecem golfinhos diariamente. O pôr-do-sol no porto da cidade tem um visual indescritível. Não perca o final de tarde no porto, assistindo aos barcos chegando do mar e relaxando ao sabor das ondas do mar. O nome Baía Formosa vem da única baía do litoral do RN, que ao ser encontrada pelos colonizadores portugueses a frase "Ó, que baía formosa!" teria sido exclamada

Quem sou eu

Minha foto
SOU POLICIAL MILITAR DA RESERVA REMUNERADA DA GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, EXERCI A FUNÇÃO DE DELEGADO DE POLÍCIA NAS CIDADES DE APODI, FELIPE GUERRA,ITAÚ, RODOLFO FERNANDES, GOVERNADOR DIX-SEPT ROSADO, SÃO MIGUEL, DR. SEVERIANO, TENENETE ANANIAS E MARCELINO VIEIRA, ALÉM DE TER TRABALHADO NAS CIDADES DE MOSSORÓ, AREIA BRANCA, SERRA DO MEL, CARAÚBAS E PAU DOS FERROS. AMO A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AMO AMO AO MEU PRÓXIMO COMO AMO A MIM MESMO. SOU TORCEDOR DO BARAÚNAS (MOSSORÓ) E FLUMINENSE(RJ, TENHO A POLÍCIA MILITAR DO MEU ESTADO COMO UMA VERDADEIRA MÃE, TENDO EM VISTA QUE FOI NELA QUE PUDE CRIAR MEUS FILHOS E APRENDER UM MONTÃO DE COISAS BOAS.